Mestiçagem e Eugenia

as Convicções de Edgard Roquette-Pinto e Octavio Domingues

  • Waldir Stefano
  • Aguiar Azambuja Pereira

Resumo

Ao comparar as convicções entre Octavio Domingues e Edgard
Roquette-Pinto a respeito da eugenia, nota-se que ambos utilizavam
a genética mendeliana para explicar o fenômeno da hereditariedade
justificando a sua aplicação em prol da eugenia, diferentemente de
outros eugenistas brasileiros. Sendo assim, tanto Domingues como
Roquette-Pinto não aceitavam que caracteres adquiridos durante
a vida fossem transmitidos hereditariamente. Domingues também
acreditava que a educação era importante para uma boa formação
dos cidadãos brasileiros, principalmente porque, por meio dela, o estudante aprenderia as leis da hereditariedade e a eugenia durante
sua formação escolar

Publicado
2021-07-01
Como Citar
STEFANO, Waldir; PEREIRA, Aguiar Azambuja. Mestiçagem e Eugenia. REVISTA PLURI, [S.l.], v. 1, n. 4, p. 149 - 160, jul. 2021. ISSN 2596-1098. Disponível em: <http://repositorio.cruzeirodosulvirtual.com.br/index.php/pluri/article/view/174>. Acesso em: 02 dez. 2021.